pood8fmf09uomzjpb06jqp8slo9ocq CURITIBA - Cidade que já foi eleita a mais bonita do Brasil e 13ª do M
Assine Nossa Newsletter
Deixe seu e-mail e receba nossa agenda de eventos sempre atualizada.
Formas de Pagamento
Onde Estamos
Allestur - Viagens e Turismo
Rua Visconde de Taunay, 856 Sala 01
Joinville | Santa Catarina

 
Redes Sociais
  • Facebook Allestur
  • Instagram Allestur

© 2018 Allestur - Agência de Viagens e Turismo 

CURITIBA - Cidade que já foi eleita a mais bonita do Brasil e 13ª do Mundo...

June 18, 2018

Aproveite e conheça o Circuito Italiano de Turismo Rural!

 

 

 

A CidadeCuritiba é a capital do Paraná, um dos três Estados que compõem a Região Sul do Brasil. Sua fundação oficial data de 29 de março de 1693, quando foi criada a Câmara.

No século XVII, sua principal atividade econômica era a mineração, aliada à agricultura de subsistência. O ciclo seguinte, que perdurou pelos séculos XVIII e XIX, foi o da atividade tropeira, derivada da pecuária. Tropeiros eram condutores de gado que circulavam entre Viamão, no Rio Grande do Sul, e a Feira de Sorocaba, em São Paulo, conduzindo gado cujo destino final eram as Minas Gerais. O longo caminho e as intempéries faziam com que os tropeiros fizessem invernadas, à espera do fim dos invernos rigorosos, em fazendas como as localizadas nos "campos de Curitiba". Aos tropeiros se devem costumes como o fogo de chão para assar a carne e contar "causos", a fala escandida - o sotaque leitE quentE -, o chimarrão (erva-mate) com água quente, na cuia, porque os índios a utilizavam na forma de tererê, com água fria), o uso de ponchos de lã, a abertura de caminhos e a formação de povoados.

No final do século XIX, com o ciclo da erva-mate e da madeira em expansão, dois acontecimentos foram bem marcantes: a chegada em massa de imigrantes europeus e a construção da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba, ligando o Litoral ao Primeiro Planalto paranaense. Os imigrantes - europeus e de outros continentes -, ao longo do século XX, deram nova conotação ao cotidiano de Curitiba. Seus modos de ser e de fazer se incorporaram de tal maneira à cidade que hoje são bem curitibanas festas cívicas e religiosas diversas etnias, dança, música, de culinária, expressões e a memória dos antepassados. Esta é representada nos diversos memoriais da imigração, em espaços públicos como parques e bosques municipais.

A "mítica imigrante do trabalho" (observação do poeta Paulo Leminski, falecido no século passado) aliada a gestões municipais sem quebra de continuidade, acabou criando uma Curitiba planejada - e premiada internacionalmente, em gestão urbana, meio ambiente e transporte coletivo.

A capital do Estado do Paraná, formada num altiplano 934 metros acima do nível do mar, carente de marcos de paisagem oferecidos pela natureza, acabou criando suas principais referências pela ciência e pela mão humana.No século XX, no cenário da cidade planejada, a indústria se agregou com força ao perfil econômico antes embasado nas atividades comerciais e do setor de serviços. A cidade enfrentou, especialmente nos anos 1970, a urbanização acelerada, em grande parte provocada pelas migrações do campo, oriundas da substituição da mão-de-obra agrícola pelas máquinas.

Curitiba enfrenta agora o desafio de grande metrópole, onde a questão urbana é repensada sob o enfoque humanista de que a cidade é primordialmente de quem nela vive. Seu povo, um admirável cadinho que reuniu estrangeiros de todas as partes do mundo e brasileiros de todos os recantos, ensina no dia-a-dia a arte do encontro e da convivência. Curitiba renasce a cada dia com a esperança e o trabalho nas veias, como nas alvoradas de seus pioneiros.

 

 

 

O QUE FAZER EM CURITIBA?

 

1) Museu Oscar Niemeyer

Também conhecido por Museu do Olho pelos moradores – devido ao seu formato -, o MON é considerado o espaço em Curitiba com maior representatividade artística.

Contém acervo próprio, com obras de nomes como Andy Warhol, Tarsila do Amaral, Tomie Ohtake, Candido Portinari e do seu criador, Oscar Niemeyer, assim como mostras itinerantes, como explica o próprio site do Museu.
Reprodução: Cimento Itambe

 

 

2) Linha Turismo – Ônibus Panorâmico de Curitiba

Tem dúvidas sobre o que fazer em Curitiba? Tente o Ônibus Panorâmico! Com 23 pontos turísticos, o ônibus é uma ótima opção para conhecer os principais atrativos da capital paranaense.

O trajeto total percorrido leva em torno de 2h30 e os visitantes podem descer e subir em qualquer uma das paradas – respeitando o limite de cinco embarques, a contar do inicial.

Reprodução: Diário do Turismo

 

 

 

 

3) Mercado Municipal de Curitiba

Nada melhor para conhecer uma cidade do que visitar o seu mercado municipal, descobrindo os seus sabores, aromas e especialidades!

No Mercado Municipal de Curitiba, recém-reformado, você tem acesso a um ambiente estruturado e com uma grande variedade de frutas, legumes, queijos e vinhos, especiarias e comidas regionais.

Foto: Monique Renne

 

 

 

4) Ópera de Arame

Outro ponto turístico para quem deseja saber o que fazer em Curitiba é a Ópera de Arame. Dona de uma arquitetura ímpar, encanta os turistas e é um dos espaços mais visitados da cidade. Com estrutura tubular e teto transparente, a construção está cercada pela natureza, com cascatas, lagos e muito verde.

Esse ponto turístico fica no Parque das Pedreiras e integra, com o Espaço Paulo Leminski, um complexo de dedicação à arte, recebendo shows e espetáculos teatrais. Confira a programação dos eventos para programar o seu passeio.

Reprodução: Curitiba Sua Linda

 

 

5) Jardim Botânico

 

Você provavelmente já viu fotos do Jardim Botânico, principal cartão-postal de Curitiba. Com inspiração no Palácio de Cristal de Londres, o lugar apresenta uma estrutura imponente com a sua estufa de vidro.

Conta com grande variedade de plantas típicas de regiões tropicais, jardins floridos, espaços para piqueniques e, claro, rende belas fotos para compartilhar com os amigos. A entrada é gratuita.

 

 

 

6) Santa Felicidade

Sabe aquele recanto italiano com a comida dos nonos? Em Curitiba, esse lugar chama-se Santa Felicidade. O nome é uma homenagem à uma moradora do bairro, Felicidade Borges, que bem recebia os italianos recém-chegados da Europa.

A região concentra vários restaurantes, cantinas, vinícolas, lojas de artesanato e chocolates. Além do sabor da culinária italiana, a fartura é destaque nos estabelecimentos do bairro. Ou seja, siga aquela famosa dica: vá com muita fome! Santa Felicidade é uma ótima opção para quem está em dúvida sobre o que fazer à noite em Curitiba.

Reprodução: Onde Ir Curitiba

 

 

 

 

7) Passeio de trem de Curitiba a Morretes com a Serra Verde Express

 

Para voltar ao passado e fazer uma viagem apreciando uma bela paisagem, pegue o trem que sai da Estação Ferroviária de Curitiba com destino à cidade de Morretes.

São 110 km de trilhos, passando por cenários deslumbrantes da Serra do Mar, com cerca de 3 horas de duração. Ao chegar ao destino, aprecie o prato típico da charmosa Morretes: o barreado. Não irá se arrepender.
 

 

 


Fonte: http://www.colombo.pr.gov.br/
Fonte: https://serraverdeexpress.com.br/blog-o-que-fazer-em-curitiba-7-lugares-que-voce-precisa-conhecer/



Gostou? Quer saber mais? Clique, preencha e fique por dentro das próximas excursões para conhecer Curitiba! 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Descubra a Serra Catarinense

June 13, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes